sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

RAP DO CASOY

video

Para que não caia no esquecimento: o arauto da moralidade expondo seu lado fascista ao dizer que "lixeiros, [são] ... os mais baixos da escala do trabalho". "Isso é uma vergonha!"

OS QUE SE IDENTIFICAM
.
COM O PRESIDENTE LULA

Profissionais do hospital em Pernambuco onde LULA foi internado com hipertensão

A foto foi retirada do Blog do Planalto e serve para ilustrar com que o presidente LULA tem identificação. Tem um monte de gente falando um monte de besteiras, sobretudo nos jornalecos e mídias como Veja, Globo, Estadão, Folha e outras similares, e desejando um mal maior para o presidente e para Dilma. Tudo o que eles querem é a volta de quem dê à eles a prioridade hoje destinada a uma classe que não tinha direito a nada.

São os pobres que, apesar de trabalharem, não tinham poder de compra; são os miseráveis, que apesar de sair todos os dias a procura de trabalho esbarrava na falta de capacitação e voltavam para recolher materiais recicláveis e vendê-los; outros que saíam para plantar a semente que não vingava por falta de água no semi-árido nordestino.

Estes passaram a ver LULA como o único presidente que ofereceu perspectiva de melhoria na qualidade de vida com a valorização do salário que adquiriu poder de compra; com a política de transposição do Rio São Francisco que leva água para o povo nordestino e com uma política educacional, que se não é a ideal, foi a que levou milhares de jovens a ter perspectiva profissional capacitando-os para o enfrentamento do mercado de trabalho.

No país inteiro, do Norte ao Sul, do Leste ao Oeste, há milhares de milhares de trabalhadores que gostariam de ter um momento para posar para a foto ao lado de LULA. A visão de mundo dessas pessoas se difere, e muito, daquelas que acham que o atual governo não atende às suas necessidades, e isso tem um motivo simples: todos os governos anteriores não atenderam às necessidades dessas pessoas e elas estão vendo essas necessidades atendidas agora. E LULA é o cara que fez isso acontecer!

Uma pesquisa Vox Populi mostrou que 53% do povo pernambucano vai votar em quem LULA indicar para presidente. Essa é uma tendência nacional. Deixem a campanha começar e constatem.

[ NO ORIGINAL ]

Oposição à inteligência

A oposição que temos no Brasil é sui generis, não encontrando similar em parte alguma do planeta. Nunca se viu tantos atos esdrúxulos, proezas de fazer corar o mais burro dos seres. São inúmeros exemplos, e esse post não seria suficiente para enumerá-las.

Citar Guerra, o prodigioso CÃO DE GUARDA tucano, é até covardia. Na semana passada, ele andou pregando para o picadeiro de seu partido, que José "Alagão" Serra, se ganhar a Presidência (coisa mais difícil que galinha nascer dente) vai acabar com o PAC. Bastou que dêssemos uma olhadinha no seu SITE, para constatarmos em loco as obras do PAC lá estapadas, como se suas fossem.

Na mais nova investida da "oposição" há a ação no TSE contra Dilma e Lula. Ora, eu sei, vocês sabem e eles também: os municípios visitados não influenciam nas eleições presidenciais.

A oposição também questionou a viagem de Lula e Dilma para municípios de Minas Gerais no dia 19 deste mês, para inaugurar barragem.

O que ferve o sangue é essa capacidade da "oposição" em se ocupar e ocupar os tribunais com denúncias desse porte, chegando ao escárnio na contumaz brincadeira de polícia e ladrão, tão somente com objetivos políticos partidários. Nessa mais nova "brincadeira" da oposição, há a flagrante falta de provas que constituem ação eleitoral fora de época. De acordo com os representantes do governo, outra possível falha da representação da oposição é que Lula e Dilma não podem ser apontados como “partes”.

Lula não pode ser responsabilizado, pois não é candidato e Dilma não se beneficiou eleitoralmente da inauguração, pois o período das eleições e das convenções partidárias ainda está distante. Ou seja: NÃO HÁ CANDIDATO.

Ao TSE, os advogados do governo argumentaram que “não há pedido de voto, não há, sequer, menção a candidato, nome ou número que permita alguma individualização entre as palavras do excelentíssimo senhor presidente da República e qualquer pessoa”.

Na justificativa, a AGU também afirma que os dois municípios de Minas Gerais visitados por Lula e Dilma eram “pequenos” e não teriam potencial para influir no resultado das eleições presidenciais que ocorrerão em outubro.

Não era preciso a AGU gastar tempo, dinheiro e paciência para essa constatação. Bastaria um pouco de conteúdo no discurso dessa oposição atrasada, freguês de carteirinha nas urnas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário